FANDOM


Carmensheila
Carmen Sheila
Informações Básicas
Pseudônimo(s)
Nascimento Sheila da Silva e Souza
23 de maio de 1944 (73 anos)
Cidade do Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Morte
Residência
Causa da morte
Nacionalidade Bandeira Brasileira Brasileira
Estatura
Nomes alternativos
Ocupações Atriz, dubladora e diretora de dublagem
Anos ativos 1962-presente
Mãe
Pai
Parentesco
Cônjuge
Companheiro(s)
Filhos Marcelo Sandryni
Carmen Sheila (Rio de Janeiro, 23 de maio de 1944) é uma dubladora Carioca. 

Sheila da Silva e Sousa nasceu em 23 de Maio de 1944. Como desde de criança tinha facilidade em ler poesias e interpretar na escola em que estudava, em 1955 com apenas 11 de idade entrou para o cast da Radio Nacional como radioatriz, no qual fez parte até 1988.  

Na dublagem entrou no começo dos anos de 1960 na CineCastro, substituindo uma amiga que a pediu que ficasse em seu lugar por motivos de doença, essa foi sua primeira participação na dublagem, o dublador, narrador e diretor Milton Rangel ao ver sua atuação na série a chamou para dublagem, e desde então ela se tornou dubladora até os dias de hoje, ela disse em uma entrevista que é muito grata a ele por isso.

Carmen sempre dublou de tudo, mais talvez sua área de maior atuação foi os desenhos. Ela foi a voz da filha do Zé Buscapé, Chapeuzinho na mesma, foi a Jamie em Laboratório Submarino, foi a brava Leila em Tutubarão, foi o garoto Scooter e o pequeno Chu Chu em Charlie Chan, foi a Cheetara em Thundercats, fez a atentada Felícia em Tiny Toons e Pinky, Felícia e o Cérebro, foi a Dee Dee no Laboratório de Dexter, Velma no Pequeno Scooby-Doo, dentre muitos outros.


Em séries foi a Psycho Rosa interpretada por Vicki Davis em Power Rangers no Espaço e Power Ranger na Galáxia Perdida, a Muriel interpretada por Estelle Harris em Zack & Cody - Gêmeos em Ação, Maddy Russo a mãe da Blossom, interpretada por Melissa Manchester em Blossom, foi a protagonista Meggie Cleary interpretada por Rachel Ward na famosa série dos anos 80 Pássaros Feridos, foi o pequeno Jonathan Muir interpretado por Harlen Carraher na clássica série dos anos 60 Nós e O Fantasma, a governanta intrometida Berta interpretada por Conchata Ferrell em Dois Homens e Meio, entre outros. 

Em novelas mexicanas também teve grandes atuações como a atriz María Luisa Alcalá que ela a fez em A Madrasta, A Usurpadora e O Privilégio de Amar, e a atriz Joana Brito em Cúmplices de Um Resgate e Poucas, Poucas Pulgas, alem de outros personagens.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.