FANDOM


Colors of the Wind
Cores do Vento
Compositor Alan Menken
Letra por Stephen Schwartz
Cantor Pocahontas
Vanessa Williams/Daniela Mercury (Créditos/Versão pop)
Filmes Pocahontas
Curtas
Shows
Atrações
Jogos
Álbum
Precedida por Meu, Meu, Meu
Seguida por Se Eu Não te Encontrasse
Vídeo
Pocahontas Cores do Vento

Pocahontas Cores do Vento


"Colors of the Wind", do compositor Alan Menken e do letrista Stephen Schwartz, foi o vencedor do Oscar de 1995 de Melhor Canção Original do filme de animação da Disney, Pocahontas. Ele também ganhou o Globo de Ouro na mesma categoria, bem como o Premio Grammy de Melhor Canção Escrita para um filme. Ele também foi indicado para o AFI's 100 years...100 songs, como uma das 15 músicas da Disney e uma das 17 músicas de um filme de animação a ser nomeados.   

A música representa poeticamente o ponto de vista dos nativos americanos de que a Terra é uma entidade viva, onde a humanidade está ligada. Esta música é sobre as maravilhas da terra e da natureza, incluindo o espírito dentro de todas as coisas vivas, incentivando-o a não considerá-los como coisas que ele pode conquistar ou possuir, mas sim como seres para respeitar e viver em harmonia. Ela também incita-o a aceitar os seres humanos que são diferentes na aparência e na cultura e aprender com eles.

Letra Editar

Versão do Filme Editar

You think I'm an ignorant savage
And you've been so many places
I guess it must be so
But still I cannot see
If the savage one is me
How can there be so much that you don't know?
You don't know...

You think you own whatever land you land on
The Earth is just a dead thing you can claim
But I know every rock and tree and creature
Has life, has a spirit, has a name

You think the only people who are people
Are the people who look and think like you
But if you walk the footsteps of a stranger
You'll learn things you never knew, you never knew

Have you ever heard the wolf cry to the blue corn moon
Or asked the grinning bobcat why he grinned?
Can you sing with all the voices of the mountains?
Can you paint with all the colors of the wind?
Can you paint with all the colors of the wind?

Come run the hidden pine trails of the forest
Come taste the sunsweet berries of the Earth
Come roll in all the riches all around you
And for once, never wonder what they're worth

The rainstorm and the river are my brothers
The heron and the otter are my friends
And we are all connected to each other
In a circle, in a hoop that never ends

How high will the sycamore grow?
If you cut it down, then you'll never know

And you'll never hear the wolf cry to the blue corn moon
For whether we are white or copper skinned
We need to sing with all the voices of the mountains
We need to paint with all the colors of the wind

You can own the Earth and still
All you'll own is Earth until
You can paint with all the colors of the wind

Versão da Vanessa Williams Editar

You think you own whatever land you land on
The Earth is just a dead thing you can claim
But I know every rock and tree and creature
Has a life, has a spirit, has a name

You think the only people who are people
Are the people who look and think like you
But if you walk the footsteps of a stranger
You'll learn things you never knew you never knew

Have you ever heard the wolf cry to the blue cron moon
Or asked the grinning bobcat why he grinned?
Can you sing with all the voices of the mountains?
Can you paint with all the colors of the wind?
Can you paint with all the colors of the wind?

Come run the hidden pine trails of the forest
Come taste the sunsweet berries of the Earth
Come roll in all the riches all around you
And for once, never wonder what they're worth

The rainstorm and the river are my brothers
The heron and the otter are my friends
And we are all connected to each other
In a circle, in a hoop that never ends

Have you heard the wolf cry to blue corn moon
Or let eagle tell you where he's been?
Can you sing with all the voices of the mountains?
Can you paint with all the colors of the wind?
Can you paint with all the colors of the wind?

How high will does the sycamore grow?
If you cut it down, then you'll never know

And you'll never hear the wolf cry to the blue corn moon
For whether we are white or copper skinned

We need to sing with all the voices of the mountains
We need to paint with all the colors of the wind

You can own the Earth and still
All you'll own is earth until
You can paint with all the colors of the wind

Versão brasileira Editar

Versão do Filme Editar

Se acha que eu sou selvagem
Você viajou bastante
Talvez tenha razão
Mas não consigo ver
Mais selvagem quem vai ser
Precisa escutar com o coração?
Coração...

Se pensa que esta terra lhe pertence
Você tem muito ainda o que aprender
Pois cada planta, pedra ou criatura
Está viva e tem alma, é um ser

Se crê que só gente é seu semelhante
E que os outros não tem o seu valor
Mas se seguir pegadas de um estranho
Mil surpresas vai achar ao seu redor

Já ouviu um lobo uivando para lua azul
Será que já viu um lince sorrir?
É capaz de ouvir as vozes da montanha?
E com as cores do vento colorir...
E com as cores do vento... colorir...

Correndo pelas trilhas da floresta
Provando das frutinhas o sabor
Rolando em meio a tanta riqueza
Nunca vai calcular o seu valor!

A lua, o sol e o rio são meus parentes
A garça e a lontra são iguais a mim!
Nós somos tão ligados uns aos outros
Neste arco, neste círculo sem fim!

A árvore a onde irá?
Se você a cortar, nunca saberá!!

Não vai mais o lobo uivar para lua azul
Já não importa mais a nossa cor
Vamos cantar com as belas vozes da montanha
E com as cores do vento colorir!

Você só vai conseguir
Desta terra usufruir
Se com as cores do vento... colorir...

Versão da Daniela Mercury Editar

Se pensa que esta terra lhe pertence
Você tem muito ainda o que aprender
Pois cada planta, pedra ou criatura
Está viva e tem alma, é um ser

Se crê que só gente é seu semelhante
E que os outros não tem o seu valor
Mas se seguir pegadas de um estranho
Mil surpresas vai achar ao seu redor

Já ouviu um lobo uivando para lua azul
Será que já viu um lince sorrir?
É capaz de ouvir as vozes da montanha?
E com as cores do vento colorir...
E com as cores do vento... colorir...

Correndo pelas trilhas da floresta
Provando das frutinhas o sabor
Rolando em meio a tanta riqueza
Nunca vai calcular o seu valor

A lua, o sol e o rio são meus parentes
A garça e a lontra são iguais a mim
Nós somos tão ligados uns aos outros
Neste arco, neste círculo sem fim

Já ouviu um lobo uivando para lua azul
Ou deixe a águia dizer-lhe onde ele esteve?
É capaz de ouvir as vozes da montanha?
E com as cores do vento colorir...
E com as cores do vento... colorir...

A árvore a onde irá?
Se você a cortar, nunca saberá!!

Não vai mais o lobo uivar para lua azul
Já não importa mais a nossa cor

Vamos cantar com as belas vozes da montanha
E com as cores do vento colorir

Você só vai conseguir
Desta terra usufruir
Se com as cores do vento... colorir...

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.