Disney Wiki
Advertisement
Coco Hector render
Héctor Rivera
Informações de fundo
Filmes Viva: A Vida é uma Festa
Curtas
Programas de televisão Sessão Pipoca com a Pixar
Jogos
Atrações de parque
Interpretado por
Interpretada por
Animadores
Voz Bandeira eua Gael García Bernal
Bandeira Brasileira Leandro Luna
Performance modelo
Designer
Inspiração
Honras e prêmios
Informações do personagem
Nome completo Héctor Rivera
Outros nomes Chorizo
Frida Kahlo
O Amor da Minha Vida
Papá Héctor
Personalidade
Aparência
Ocupação Músico (anteriormente)
Alinhamento
Afiliações Os Riveras
Casa Santa Cecilia (anteriormente)
Mundo dos Mortos
Gosta
Não Gosta
Pais
Irmãos
Outros parentes

Miguel Rivera (tataraneto)

Cônjuge(s) Amélia (esposa)
Filhos Mamá Inês (filha)
Animal de estimação
Amigos
Inimigos
Habilidades

Posssesoes

Armamento
Estado
Citação


Papá era Músico, quando eu era uma garotinha, ele e a mamãe cantavam todas as canções.
Mamá Inês, sobre seu pai[src]


Héctor Rivera é um deuteragonista do filme animação de 2017 da Disney/Pixar, Viva: A Vida é uma Festa. Ele era um músico mexicano na vida e tornou-se um espírito residencial no Mundo dos Mortos na morte. Héctor ajudou Miguel na sua busca para encontrar o famoso cantor Ernesto de la Cruz e escapar no Mundo dos Mortos. Mal sabiam eles, porém, que Héctor e Miguel tem uma ligação oculta.


Fundo[]

O Papá era Músico, ele e a família cantavam, e dançavam, eles eram muito felizes, mas o Papá tinha um sonho: tocar para o mundo, um dia ele partiu com seu violão e nunca voltou.
Miguel, narração da abertura

Muitos anos atrás, Héctor era uma Músico paixonista em Santa Cecilia, nascido lá em 30 de Novembro de 1900. Durante sua vida, ele conheceu uma mulher chamada Amélia e seu talento compartilhado para música desencadeou um romance. Eles se apaixonaram, se casaram e depois tiveram uma filha chamada Inês em 1918. Héctor era um pai amoroso e escreveu uma música "Lembre de Mim" para ela. Enquanto Amélia estava pronta para estabelecer e plantar raízes para sua família, Héctor ainda queria dar suas músicas ao mundo. Então, em meados da década de 1920, ele saiu em turnê com o seu amigo de infância, Ernesto de la Cruz. Enquanto se aprsentavam juntos na turnê, Héctor escreveu as músicas e Ernesto as cantou. Durante a turnê, Héctor começou a sentir saudades de casa e se apagou do modo de pensar de Amélia e decidiu voltar para casa, para a família. Quando contou a Ernesto, eles tiveram uma discussão em que Ernesto implorou para que ele ficasse porque precisava de suas músicas, mas Héctor não se comoveu. Ernesto se enfurece com a decisão de Héctor, mas rapidamente se recompõe e aparentemente aceitou a decisão do amigo e se ofereceu para mandá-lo embora com um brinde dizendo que moverá Céus e Terra por seu amigo. A caminho da estação de trem, Héctor desmaiou de repente e morreu quando Ernesto colocou veneno em sua bebida mais cedo. Após sua morte, Ernesto roubou o cancioneiro e o Violão do Héctor, aproveitando a oportunidade e passando-os como seus para alcançar a fama e glória.

Durante seus tempo no Mundo dos Mortos, Héctor soube como Ernesto recebeu crédito por suas canções, ficando cada vez mais ressentido. Quando Amélia morreu, ela se recusou a receber Héctor de volta a os Riveras e deserdou, pois acreditava que ele havia abandonado ela e Inês por sua música. Afastando de sua família, Héctor passou sua vida após a morte tentando atravessar para o Mundo dos Vivos para ver Inês novamente, mas foi rejeitado como seus descendentes, tendo uma opinião ruim dele por supostamente abandonar a família, não colocaram sua foto. Evitado, ele lentamente começou a ser esquecido.

Galeria[]

Wiki-disney
Disney Wiki possui uma coleção de imagens e mídias relacionadas a Héctor Rivera.

Trivia[]

  • Héctor é o primeiro personagem central de um filme a morrer antes dos eventos.
  • Héctor tinha 21 anos quando ele morreu.
  • De arcodo com seu dublador, Gael García Bernal, o aniversário de Héctor é no dia 30 de Novembro.
    • Atribuindo a isso, Héctor morreu em algum momento em 1922, confirmando pelo fato de ter morrido aos 21 anos de idade e seu aniversário ter ocorrido em 30 de Novembro.
    • 30 de Novembro também é o aniversário do dublador do Héctor.
  • Tanto na fotografia quanto nas sequências de flashback, Héctor não é mostrado como tendo um dente coroado de ouro, o que significa que ele o obteve postumamente.
  • O apelido de Héctor "Chouriço" resultou na crença de que ele morreu comendo um chouriço (uma salsicha mexicana picante), que se originou de Ernesto ao dizer a Héctor moribundo que ele provavelmente estava sofrendo uma dor de estômago no chouriço.
    • Na América Latina, chouriço é um eufemismo das partes íntimas masculinas. Dando que sua suposta morte zombava foi que ele engasgou com um chouriço, está fortemente implícito que Ernesto estava insultando Héctor ainda mais na morte.
Advertisement