Disney Wiki
Advertisement
[[Arquivo:
Something There
|258px]]
Alguma Coisa Aconteceu (pt-br)
Algo Novo (pt-pt)
Compositor
Letra por
Cantor Bela
Fera
Lumière
Horloge
Madame Samovar
Outros Cantores
Filmes A Bela e a Fera
Curtas
Shows
Atrações e Palcos
Jogos
Álbum
Precedida por
Seguida por
Vídeo

"There's Something There" é uma canção de amor destaque em A Bela e a Fera. É cantada por Bela (Paige O'Hara) e pela Fera (Robby Benson), acompanhados por Lumière (Jerry Orbach), Horloge (David Ogden Stiers), e a Madame Samovar (Angela Lansbury), respectivamente.

No Brasil, a canção ganhou o título de "Alguma Coisa Aconteceu".

Letra[]

Bela:
There's something sweet
And almost kind
But he was mean and he was coarse and unrefined
But now he's dear, and so unsure
I wonder why I didn't see it there before

Fera:
She glanced this way
I thought I saw
And when we touched she didn't shudder at my paw
No it can't be, I'll just ignore
But then she's never looked at me that way before

Bela:
New and a bit alarming
Who'd have ever thought that this could be?
True that he's no Prince Charming
But there's something in him that I simply didn't see

Lumière:
Well, who'd have thought?

Madame Samovar:
Well, bless my soul

Horloge:
Well, who'd have known?

Madame Samovar:
Well, who indeed?

Lumière:
And who'd have guessed they'd come together on their own?

Madame Samovar:
It's so peculiar.

Lumière, Madame Samovar e Horloge:
We'll wait and see, a few days more
There may be something there that wasn't there before

Horloge:
Perhaps there's something there
That wasn't there before

Madame Samovar:
There may be something there that wasn't there before

Versão brasileira[]

Bela: Ele foi bom e delicado
Mas era mal e era tão mal educado
Foi tão gentil e tão cortês
Por que será que não notei nenhuma vez

Fera: Eu reparei no seu olhar
E não tremeu quando chegou a me trocar
Não pode ser, que insensatez
Jamais alguém me olhou assim alguma vez

Bela: Como ele está mudado
Claro que ele está longe de ser um príncipe encantado
Mas algum encanto ele tem, eu posso ver

Lumière: Mas vejam só
Madame Samovar: Não posso crer
Horloge: Nem eu também
Madame Samovar: Não pode ser
Lumière: Como é que podem se entender assim tão bem?
Madame Samovar: Que coisa estranha!
Todos: O que será que pode haver?
Estamos vendo alguma coisa acontecer!

Horloge: É, acho que estamos vendo alguma coisa acontecer
Zip: O que?
Madame Samovar: Estamos vendo alguma coisa acontecer
Zip: E o que é, mamãe?
Madame Samovar: Shhh, lhe conto quando crescer

Versão portuguesa[]

Bela: Parece bom, e meigo até
Mas eu pensei que fosse mau e bruto, até
Agora não, sinto-me bem
Porque será que não vi antes mais além?

Fera: Olhou para mim, pareceu-me olhar
Quando a toquei, não a senti a recuar
Não pode ser, vou ignorar
Mas ela nunca olhou para mim com aquele olhar

Bela: Sim, é um pouco estranho
Quem ia pensar que fosse assim?
Não, ele não é belo
Mas há qualquer coisa de que não me apercebi

Lumière: Ninguém pensou!
Madame Samovar: Valha-me Deus!
Horloge: Imaginou!
Madame Samovar: Nem eu sequer!
Lumière: Quem adivinha? O passado já passou
Madame Samovar: É especial
Todos: Já se vai ver, está a chegar
Há qualquer coisa de diferente aqui no ar

Horloge: Eu sei... isto é capaz de vir a dar o que falar
Zip: O quê?
Madame Samovar: Há qualquer coisa de diferente aqui no ar
Zip: E o que é, mamã?
Madame Samovar: Chiu... Digo-te quando cresceres

Advertisement