FANDOM


Songofmordu
Canção do Mor'du
Compositor Patrick Doyle
Letra por Patrick Doyle e Steve Purcell
Cantor Rei Fergus e Coro
Filmes Valente
Curtas
Shows
Atrações
Jogos
Álbum Valente (Trilha-sonora)
Precedida por O Céu Eu Vou Tocar
Seguida por Noble Maiden Fair (A Mhaighdean Bhan Uasal)
Vídeo

Song of Mor'du é uma canção sobre o vlião Mor'du cantada por Rei Fergus e coro em Valente.

Letra Editar

Versão original Editar

I've hunted for him high 'n' low
I've looked him in the eye
I dream about the perfect way
Tae make this devil die
Come taste ma blade ya manky bear
For gobblin' up ma leg
I'll hunt ye then I'll skin ye
Hang your noggin on a peg

Mor'du, Mor'du
Mor'du, Mor'du!
You're ancient as the highlands
And as unforgivin' too
Mor'du, Mor'du
Mor'du, Mor'du!
Now the time has come for
All of us tae slaughter you!

He's bigger than a Cuillin
Killin' armies with his paws
Mor'du is never happy till
The blood runs from his jaws
He murders in the montains
And he fights with ev'ry clan
His teeth and jowls have ripped the hearts
Fae many a highland man

Mor'du, Mor'du
Mor'du, Mor'du!
He's stolen lads and lassies
And wee 'bonnie babies too'!
Mor'du, Mor'du
Mor'du, Mor'du!
Now the time has come for
All of us tae slaughter you!

Through glen and bog and peat and fog
We'll find your furry lair
And then we'll lance you, make you dance
You bear that are nae mair
We'll roast your rump, add haggis and neeps
And fry your blue blood black
We'll mix a slice of thigh with spice
And grill you on the rack

Mor'du, Mor'du
Mor'du, Mor'du!
We'll bile yur heed wae dumplin' breed
Tae make an ursine stew
Mor'du, Mor'du
Mor'du, Mor'du!
Now the time has come for
All the clans tae slaughter you!

We'll make his hide 'a cozy chair'
His head upon the wall
We'll splash a dram of whiskey
On this snout at every ball
Tales will tell from glen to glen
Of how we slayed the beast
And all will toast brave highland men
At every royal feast

Mor'du, Mor'du
Mor'du, Mor'du!
The legend spreads from fire tae fire, of
The devil that we slew
Mor'du, Mor'du
Mor'du, Mor'du!
Now the time has come for
All the clans tae slaughter you!

Versão brasileira Editar

Por todo lado procurei, sem nunca me cansar
Eu sonho com um jeito, pra esse demônio acetar
Por ter engolido a minha perna, a lâmina vai provar
Vou arrancar teu focinho e na parede pendurar!

Mor'du, Mor'du
Mor'du, Mor'du!
A fera mais terrível eu quero ver a olho nu
Mor'du, Mor'du
Mor'du, Mor'du!
Agora é nossa vez de derramar teu sangue azul

Maior que uma colina com as garras quer matar
E só esta contente quando o sangue me ver jorrar
Ataca nas montanhasos clãs vai enfrentar
Com dentes afiados corações que dilacerar

Mor'du, Mor'du
Mor'du, Mor'du!
Levou mocinhas e crianças para o seu barril!
Mor'du, Mor'du
Mor'du, Mor'du!
Agora é nossa vez de derramar teu sangue azul

No pântano e no nevoeiro vamos procurar
Com nossas lanças vamos te fazer mordofiar
O teu pernil e o teu sangue azul poremos pra fritar
Da coxa um bom churrasco vamos preparar

Mor'du, Mor'du
Mor'du, Mor'du!
Da tua perna vai dar pra fazer um bom angu!
Mor'du, Mor'du
Mor'du, Mor'du!
Agora a mim e os clãs vão derramar teu sangue azul

O couro vai dar um bom sofá pra quem quiser sentar
Um gole de whiskey a cada baile, vou derramar
Mil histórias sobre o feito iremos contar
E a cada festa dos grandes homens todos vão grita

Mor'du, Mor'du
Mor'du, Mor'du!
A lenda desse feito vai se espalhar de norte a sul!
Mor'du, Mor'du
Mor'du, Mor'du!
Agora a mim e os clãs vão derramar teu sangue azul

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.